Menu fechado

Como fazer uma mudança residencial organizada!

Sabemos o quão trabalhoso é se mudar para um novo lar e para evitar dores de cabeça separamos algumas dicas para você se organizar melhor!

Antes da mudança

O imóvel parece ideal não é? Mas será que é mesmo? A empolgação de se mudar para um novo lar pode fazer você se esquecer de alguns detalhes que fazem muita diferença. Segue alguns pontos que devem ser percebidos antes mesmo de alugar/comprar o imóvel:

Meça os móveis: faça a medição da mobília, pois alguns móveis podem não caber em determinado cômodo.

Tomadas e sua voltagem: repare na disposição de tomadas do novo lar e se a mesma possui a voltagem adequada para os eletrônicos/eletrodomésticos que planeja utilizar no local.

Evite de fazer compras grandes no supermercado: para evitar mais peso e coisas para carregar você

Reparos: durante as visitas verifique se a algo que tem de ser consertado no imóvel. Se o mesmo for alugado questione ao responsável do seu atendimento para ver ser o(a) proprietário(a) está disposto a fazer tais modificações.

Condomínio: caso vá morar em um prédio verifique com o síndico ou administradora de condomínio quais os dias e horários que a mudança pode ser realizada, além das regras do mesmo e valores.

 

Planejando a mudança

É sempre importante planejar a mudança para tornar o processo mais fácil e rápido. Segue alguns pontos para se atentar ao preparar o imóvel e objetos para a mudança:

Limpeza: antes de levar os objetos para o novo lar faça uma faxina no imóvel, pois o mesmo pode estar sujo e fica muito mais fácil limpá-lo vazio do que com os móveis já colocados.

Doar ou descartar objetos: os materiais que não são mais usados pela família e estão em bom estado podem ser muito úteis para outras pessoas, então leve em conta a doação, assim você também evita de ocupar espaço com algo que não serve mais para vocês. Já os objetos velhos e quebrados (sem possibilidade de conserto) que não tem mais uso podem ser descartados.

Tipos de embalagem: quanto mais caixas de papelão (em bom estado) tiver para a mudança melhor. Normalmente supermercados descartam esse material, então é possível consegui-los de graça. Já os sacos de lixo mais resistentes podem ser ótimas opções para embalar itens leves, como roupas e travesseiros, além das malas de viagem. E por último, os jornais e o plástico-bolha são ideais para materiais sensíveis como vidro, porcelana e alguns eletrônicos.

Identificar as caixas: escrever nas caixas “frágil” quando os objetos forem delicados é importante, pois quem for manuseá-las tomara mais cuidado. Além disso, você pode colocar o nome do cômodo que aquela caixa pertence, isso ajudará na hora de descarregar a mudança.

Avise as pessoas/empresas sobre a correspondência: comunique o novo endereço em locais necessários para receber correspondências corretamente.

Solicite o desligamento/ligação de serviços: água, luz, internet e outros devem ser desligados no imóvel antigo e ligados no novo lar. Os essenciais como água e luz devem ser os primeiros a serem verificados para evitar transtornos.

 

Durante a mudança

Agora chegou à hora! Organizar e dispor os móveis e objetos no novo lar é um processo demorado e você não precisa fazer tudo de uma vez, por isso listamos por onde pode começar:

Mobília grande: dispor os móveis maiores primeiro é a forma mais fácil de começar, sem contar que alguns precisam ser remontados.

Cada caixa no seu cômodo: como as mesmas estarão identificadas você pode ir colocando-as em cada local correspondente.

Itens mais usados primeiro: os objetos que serão usados antes e com mais frequência devem ser priorizados, como por exemplo, itens do banheiro e cozinha.

Publicado em:Decoração e Paisagismo,Mercado Imobiliário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.